• Matrice

AMAMENTAÇÃO EXCLUSIVA, EXPECTATIVA DE VIDA E ECONOMIA DE RECURSOS

Amamentação reduz o risco de mortes súbitas de bebês em mais de um terço, aumenta a inteligência e pode proteger contra obesidade e diabetes.

A análise dos dados de 28 revisões sistemáticas e metanálises, das quais 22 foram encomendadas especificamente para a série, indica que a amamentação não apenas traz múltiplos benefícios à saúde de crianças e mães, mas também tem efeitos dramáticos na expectativa de vida.

Amamentação evita doenças respiratórias


Por exemplo, em países de alta renda, a amamentação reduz o risco de mortes súbitas de bebês em mais de um terço, enquanto em países de baixa e média renda cerca de metade de todos os episódios de diarreia e um terço das infecções respiratórias podem ser evitados pela amamentação.


Amamentar reduz risco de câncer na mãe


Também aumenta a inteligência e pode proteger contra obesidade e diabetes mais tarde na vida. Para as mães, a amamentação de longa duração reduz os riscos de câncer de mama e câncer de ovário.⠀

Amamentar contribui para a economia

aumentar as taxas de aleitamento reduziria os custos de tratamento de doenças comuns da infância, salvando pelo menos US$ 6 milhões ao Brasil.

Há também um forte argumento econômico para o investimento na promoção da amamentação. A modelagem conduzida para a série estima que as perdas econômicas globais de menor cognição por não amamentar atingiram US$ 302 bilhões em 2012, equivalente a 0,49% da renda nacional bruta mundial. ⠀


Somente nos países de alta renda, essas perdas totalizaram US$ 231,4 bilhões, equivalentes a 0,53% da renda nacional bruta.⠀

Além disso, os autores calculam que aumentar as taxas de aleitamento materno para crianças com menos de 6 meses de idade para 90% nos EUA, China e Brasil e para 45% no Reino Unido reduziria os custos de tratamento de doenças comuns da infância (por exemplo, pneumonia, diarreia e asma) e salvar os sistemas de saúde em pelo menos US$ 2,45 bilhões nos EUA, US$ 29,5 milhões no Reino Unido, US$ 223,6 milhões na China e US$ 6,0 milhões no Brasil.⠀


Texto traduzido de unicef.org.uk. Título original: The Lancet: Increasing breastfeeding worldwide could prevent over 800,000 child deaths every year.

20 visualizações0 comentário